Histórico no Brasil

Enviado por Sergio Stampar, ter, 2010-11-30 10:39



Histórico do OBIS no Brasil


Entre meados de 2005 e janeiro de 2007, o então denominado OBIS Brasil, coordenado pela Universidade de São Paulo, disponibilizou informações sobre a biodiversidade marinha do Atlântico Tropical e Subtropical (http://obisbr.cria.org.br/obisnobrasil/dados_incluidos), totalizando 43.142 registros, oriundos de 8 bancos de dados relacionados principalmente aos programas REVIZEE (Avaliação do Potencial Sustentável de Recursos Vivos na Zona Econômica Exclusiva) e SinBiota (BIOTA/FAPESP). Até 2006, vários projetos regionais do OBIS no hemisfério sul, incluindo o OBIS Brasil, receberam aportes de recursos do OBIS Internacional (Alfred P. Sloan Foundation via OBIS Project Office), para iniciativas em caráter piloto visando a implantação das bases de dados locais. Uma parceria de serviços foi firmada com o Centro de Referência em Informações Ambientais - CRIA (www.cria.org.br), que estabeleceu a base geral no formato do Portal OBIS para a página de serviços do OBIS Brasil na web, assim como as rotinas de transferência dos registros no formato OBIS. Em junho de 2007, o Portal OBIS no Brasil passou a ter status de nodo regional independente (assim como os outros dois nodos da América do Sul, localizados na Argentina e no Chile), sob a denominação de "Tropical and Subtropical Western South Atlantic OBIS" (WSAOBIS). Em dezembro de 2007 foi assinado um convênio de 36 meses entre a Universidade de São Paulo e a PETROBRAS, estabelecendo uma parceria para continuar o desenvolvimento do Nodo Regional OBIS no Brasil em sua meta original - disponibilizar registros sobre a biodiversidade marinha ao longo da costa do Atlântico Tropical e Subtropical da América do Sul - assim como na integração de dados de coleções biológicas nacionais relacionadas ao ambiente marinho. Esta integração refere-se particularmente a outros projetos correlatos apoiados pela PETROBRAS no âmbito da Rede Temática de Monitoramento Ambiental Marinho, coordenada pelo Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (CENPES).



APOIO



OBIS is a project of:
IOC-UNESCO
IODE Sponsored by:
Martin International and Les Grands Explorateurs
With in-kind support from:
Marine Geospatial Ecology Lab, Duke University
Universidad Simón Bolívar Flanders Marine Institute

OBIS strives to document the ocean's diversity, distribution and abundance of life. Created by the Census of Marine Life, OBIS is now part of the Intergovernmental Oceanographic Commission (IOC) of UNESCO, under its International Oceanographic Data and Information Exchange (IODE) programme